Integrantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) iniciaram nesta quinta-feira (04/04) o trabalho de atualização do plano de investimentos para garantir a continuidade, a melhoria e a ampliação dos serviços de fornecimento de água e de coleta e tratamento de esgoto em Suzano. O encontro ocorreu na sede administrativa da empresa e contou, inclusive, com a participação do prefeito Rodrigo Ashiuchi.

 

Um dos requisitos para que a atualização ocorra é que seja aprovada a revisão do Plano Municipal de Saneamento, que está em andamento e já tem uma audiência pública a respeito marcada para o dia 25 de abril (quinta-feira). “Sem essa revisão, a Sabesp não consegue investir no município e executar as ações esperadas, como ampliação das redes de água e de coleta de esgoto”, explicou a diretora de Meio Ambiente, Solange Wuo, que estava presente na reunião. Após isso, o projeto de lei será encaminhado ao Legislativo, que irá agendar uma data para votá-lo.

 

Já por parte da Sabesp, será realizada outra audiência pública para debater acerca do plano de investimentos para Suzano pelos próximos quatro anos. Nele são detalhadas as ações a serem realizadas na cidade pela empresa estadual. “O Plano Municipal de Saneamento elege as áreas prioritárias neste setor. Trata-se de um instrumento de gestão muito importante para garantir a universalização dos serviços para a população”, complementou Solange. Por parte da companhia, entre os presentes, estavam os gerentes de Departamento, Eduardo Camargo Afonso e Elis Regina de Jesus, o gerente de Divisão, Zemicindo Miguel Mendes, e a tecnóloga hidráulica Michele Oliveira.

 

O atual contrato entre o município e a Sabesp foi assinado em 2011 e tem validade até 2041. A cada quatro anos é necessária a atualização do plano de investimentos. A intenção do prefeito é que, após essa etapa, a empresa possa agilizar o processo de ampliar o fornecimento de água e a coleta e tratamento de esgoto, principalmente em bairros do distrito de Palmeiras, que são regidos por leis ambientais, e fazer com que Suzano suba no ranking do saneamento básico no Estado e no País.

 

“Queremos também acabar com uma realidade que muito nos incomoda em alguns pontos de Palmeiras, que é o fato de famílias ainda terem que se abastecer em caixas d’água comunitárias. Não podemos admitir esse tipo de situação em pleno século 21. Precisamos levar o melhor serviço a todos os cidadãos. Por isso, estamos debruçados sobre essa questão para culminar na revisão do Plano Municipal de Saneamento e na atualização do plano de investimentos da companhia, e assim garantir os aprimoramentos necessários e esperados”, afirmou Ashiuchi.

 

Ainda durante a reunião, os representantes da Sabesp reiteraram o compromisso de fechar até o final deste ano todos os poços na avenida Major Pinheiro Fróes (SP-66), na Vila Maria de Maggi, que foram abertos para a execução de obras de ampliação da rede de coleta de esgoto em Suzano e em cidades vizinhas.

 

 

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

Deixe uma resposta