Uma idosa de 67 anos teve o rosto desfigurado após ser espancada por dois criminosos dentro da própria casa durante um assalto na noite de segunda-feira (17) no Jardim das Indústrias, na zona oeste de São José dos Campos (SP). O marido dela, de 72 anos, estava no imóvel, mas não foi agredido. Ninguém foi preso e a polícia apura o crime.

De acordo com a filha das vítimas, Patricia Toepper, os pais estavam sozinhos na casa, quando os criminosos pularam o portão por volta das 21h. Eles estavam armados com uma faca e renderam o homem na sala.

Eles pediram dinheiro, mas a vítima disse que não tinha guardado em casa. Em seguida, um dos criminosos foi até o quarto, onde estava a idosa e a espancou – a maior parte das agressões foram no rosto e na cabeça.

O marido da vítima contou que estava sentado vendo tv quando foi rendido pelos criminosos. “Eles chegaram por trás, me deram um ‘mata-leão’, colocaram uma faca no meu pescoço e falou que queria dinheiro. Eu disse: ‘eu não tenho dinheiro’, daí ele disse ‘então vou te matar’. Aí colocaram um cobertor na minha cabeça e mandaram eu ficar quieto”, disse o idoso, que preferiu não ter o nome divulgado.

Após a agressão à esposa dele, os criminosos pegaram dois celulares e dois tablets e pularam o portão da casa. Na fuga, um dos celulares caiu e foi recuperado.

O homem foi socorrer a esposa e ao ver a gravidade dos ferimentos, saiu na rua para pedir ajuda para os vizinhos. A idosa está internada no hospital Santos Dumont. Apesar da gravidade dos ferimentos, ela não corre risco de morrer.

“Nós moramos no bairro há 35 anos e nunca aconteceu nada assim. Minha mãe sofreu fraturas na face, nunca vi tanta violência. Acredito que tinham usado drogas ou ficaram muito bravos por não ter dinheiro na casa, porque senão não teriam coragem de fazer isso”, ponderou a filha do casal.

Investigação

Um boletim de ocorrência foi registrado no 8º Distrito Policial como roubo na manhã desta terça-feira (18). A Polícia Civil informou que investiga o crime e que a população pode denunciar para ajudar na identificação dos criminosos. O telefone para denúncias é o celular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) é o (12) 99139-2429.

Deixe uma resposta